Karla Martins

BLOG

Fica atualizado sobre as últimas novidades e tendências do LinkedIn e gestão de carreira.

Networking no Mundo Digital: Como Construir Relacionamentos

Karla Martins

22/05/2020

No Responses

O Networking no mundo digital está mais vivo do que nunca. Nos últimos meses testemunhamos a adesão em massa ao trabalho em home office, um desafio para a manutenção das relações profissionais.

Hábitos como almoçar com um colega de empresa ou convidar alguém que conheceu no LinkedIn para tomar aquele cafezinho, foram temporariamente postos de lado.

Como esta nova realidade não tem data para terminar, o jeito é buscar alternativas para manter a nossa rede de contactos ativa. Afinal de contas, investir nos relacionamentos profissionais é vital para o desenvolvimento da sua carreira, ou negócio.

O que é networking no mundo digital?

O Networking no mundo digital baseia-se nos mesmos princípios do presencial. Ou seja, tem como objetivo estabelecer uma rede de contactos entre profissionais com interesses em comum através da partilha de informações e serviços.

Este tipo de networking não exclui a necessidade humana do contacto presencial, muito pelo contrário, ele amplia e potencializa os resultados. Vejamos:

As redes sociais são parte da vida da maioria das pessoas. O smartphone é praticamente uma extensão do nosso corpo. Por que não tecer relacionamentos profissionais nas redes ao invés de só usá-las para o entretenimento?

O diretor de recursos humanos, ou o seu cliente, estão online mesmo nos seus momentos mais relaxados em família. Talvez seja o único momento em que ele verá a sua mensagem e poderá respondê-la traquilamente.

Aqui cabe uma ressalva. A comunicação digital é, na maioria das vezes, anacrônica. Portanto não espere resposta imediata à mensagem que enviou pelo LinkedIn ou WhatsApp. A pessoa irá responder no tempo dela e precisamos respeitar isso. Ok?

Benefícios do networking no mundo digital

  • Mais oportunidades de emprego e novos clientes, simplesmente por se manter presente na mente das pessoas.
  • Construção de autoridade, pois as pessoas passam percebê-lo como especialista ao conhecerem melhor o seu trabalho.
  • Aumento da notoriedade ao ampliar o seu círculo de relações para além do local de trabalho.
  • Permite manter contacto com profissionais em outras cidades e países, driblando a barreira geográfica.
  • Evita ter de se deslocar tanto e proporciona maior flexibilidade de horários.

Este tipo de Networking resulta?

Posso dizer com total segurança que sim e dou o meu próprio exemplo. Quando cheguei em Portugal eu não tinha nenhum contacto profissional. A minha saída foi apostar no LinkedIn a fim de conhecer o mercado e começar a construir uma rede de conexões a nível profissional.

Em paralelo, participei (e participo) de eventos presenciais a fim de ter o convívio, o tal calor humano, de que todos nós precisamos. Nada substitui a conversa cara a cara, o ouvir a voz do outro, isto é indiscutível.

Confesso que nos primeiros tempos foi desconfortável fazer o tal do networking, fosse em uma reunião presencial ou via LinkedIn. Eu me sentia um peixe fora d’água ao tentar iniciar conversas com pessoas estranhas. Foi aí que me lembrei de uma expressão:

“Networking é a arte de primeiro oferecer para depois pedir”

Ouvi esta frase na primeira reunião de networking que participei em Portugal e nunca mais a esqueci. Passei a utilizar este princípio fundamental do networking em todos os meus contactos e, aos poucos, comecei a agir com naturalidade nestas situações.

Como e onde fazer o Networking digital?

  • Reuniões de networking. Há uma tendência para a manutenção dos encontros online mesmo após a volta à normalidade. Estes encontros serão alternados com os eventos presenciais.
  • Grupos de WhatsApp, Facebook, etc. Selecione os grupos de forma criteriosa e não vale entrar só para vender. Isso não é networking. Procure participar do grupo, oferecendo insights e ajudando, sempre que possível.
  • Mensagens privadas. Excelente alternativa ao email para iniciar novos relacionamentos. A grande vantagem é o imediatismo da resposta, entretanto cuidado para não ser inconveniente.
  • Cursos e Seminários. Quando participar desse tipo de eventos aproveite o coffee break para conhecer novas pessoas e pedir conexão no Linkedin e outras redes. Assim, as chances de manter o contacto após o evento aumentam.

Dicas para se sair bem no networking no mundo digital

  • Não espere precisar das pessoas para procurá-las. É muito chato quando alguém só nos procura quando precisa, não é mesmo?
  • Utilize as redes sociais para fortalecer a sua marca pessoal e divulgar o seu trabalho.
  • Evite pedir algo logo no primeiro contacto. Enviar o CV ou uma proposta comercial assim que a pessoa aceita o seu pedido de conexão no LinkedIn, por exemplo, pega muito mal.
  • Aposte na personalização. Mensagens genéricas, enviadas para todos os seus contactos, afastam ao invés de aproximar.  
  • No Linkedin, responda aos comentários nas suas publicações e comente em publicações de outras pessoas. Vale para as demais redes sociais também.
  • Ainda no LinkedIn, priorize a qualidade e não a quantidade de conexões.
  • Elogie e dê opiniões construtivas. Quem não gosta de ver o seu trabalho valorizado?
  • Evite se envolver em polêmicas que possam prejudicar a sua imagem profissional.

Do digital para o olho no olho

Gosto muito do termo ONLIFE, que significa a ausência de separação entre o mundo digital e o presencial. Eles coexistem. Eu tenho parcerias que começaram em conversas no LinkedIn. Participei de jantares e piqueniques organizados por grupos de pessoas que se conheceram também no LinkedIn.

Nada o impede de iniciar uma conversa no mundo digital e, havendo sinergia, evoluir para um café despretensioso ou para uma reunião. Estar ONLIFE significa aproveitar o melhor dos dois mundos, de acordo com as nossas possibilidades e necessidades.

Conclusão

O Networking no mundo digital, e também no presencial, é claro, é uma das minhas armas secretas desde que criei o meu negócio.

Sinto-me mais à vontade ao iniciar as conversas no LinkedIn e depois passar para uma chamada em vídeo/telefone ou para uma reunião. Entretando, para muitas pessoas iniciar uma conversa presencial é mais fácil.

Descubra qual formato faz mais sentido para si e crie a sua estratégia de networking. Se ela vai começar nas plataformas online e evoluir para um encontro presencial, ou vice-versa, não importa.

O que importa é começar. Com essas orientações você pode dar o primeiro passo hoje mesmo e construir relacionamentos de valor para a sua vida profissional.

→ Eu sou a Karla Martins, especialista em LinkedIn e Marca Pessoal. Ajudo profissionais e empresas a obterem resultados através da utilização adequada do LinkedIn.

→ Aprenda a utilizar o LinkedIn. Confira a Agenda de cursos presenciais e online.

→ Conheça o LinkedIn Mentoring, o método personalizado de consultorias individuais online. Eu ensino técnicas e estratégias para utilizar o LinkedIn com foco em resultados, de forma prática e eficaz. 

Para receber mais conteúdos como este, assine a Newsletter.

Procura algo?

Redes Sociais

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site.

Fique por dentro das novidades!

Faça parte da minha Newsletter